INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

As medidas de contingência e prevenção adotadas pela Longitude são comunicadas a todos os seus formandos, colaboradores, clientes, fornecedores e parceiros, através do site www.longitude.pt e foram afixadas em lugar visível, nas suas instalações.

Todos os formadores e colaboradores são devidamente informados de quais as suas responsabilidades inerentes a uma rigorosa implementação do plano de prevenção adotado pela empresa, no contexto do desempenho das suas funções.

Em especial:

  • Plano de Contingência em caso de infeção por SARS-CoV-2 (COVID-19);
  • A empresa adota procedimentos de prevenção, controlo e vigilância de acordo com as normas da DGS;
  • Contacto com pessoas infetadas;
  • Viagens para países com transmissão comunitária ativa;
  • Colaboradores com histórico recente de viagens para áreas com transmissão comunitária ativa ou que tenham tido contacto confirmado ou provável com sujeitos infetados por Covid-19 devem, para além das medidas de prevenção gerais, comunicar de imediato com a linha Saúde 24 pelo 808 24 24 24 e informar a entidade empregadora de forma não presencial;

Lista de grupos de risco:

  • Colaboradores que integrem algum dos grupos de risco, deverão comunicá-lo de imediato à direção da empresa que deverá avaliar as medidas adequadas para garantir a sua proteção adequada;

Suspeita de infeção:

  • Em caso de sintomas, tais como: febre > 37,5° C; tosse, dificuldade respiratória, o formador ou colaborador deverá informar de imediato o responsável da empresa e permanecer ou manter isolada (com máscara cirúrgica) a pessoa suspeita e deverá seguir o fluxograma de procedimentos recomendado pela DGS disponível em:

https://www.dgs.pt/saude-ocupacional/documentos-so/orientacao_06_2020-pdf.aspx.

ORGANIZAÇÃO DA EMPRESA

Formação e-learning

A Longitude gostaria de priorizar ações de formação em regime de e-learning mas a mesma encontra-se proibida pela tutela (DGRM).

Formação presencial

Não podem estar mais de 10 alunos em simultâneo na sala de aula.

Reuniões

As reuniões internas realizam-se, preferencialmente, através de meios eletrónicos.

ACESSO E CIRCULAÇÃO NAS INSTALAÇÕES

Privilegiam-se todas as formas de contacto com formandos, clientes, fornecedores e parceiros à distância: telefone, e-mail, Google Meet e outras plataformas web.

Toda a informação sobre os cursos e atividades da Longitude, incluindo preços e outras informações relevantes, bem como materiais didáticos, estão disponíveis no site www.longitude.pt;

Está afixada informação sobre o acesso e circulação, com respeito às normas sanitárias, tais como o distanciamento, assegurando-se os 2 metros e o uso obrigatório de máscara;

Os formandos, formadores, clientes e fornecedores serão informados das instruções de segurança que devem respeitar, assim como a necessidade de ser salvaguardada a distância mínima social de 2 metros e o uso obrigatório de máscara de proteção. Será, igualmente, colocada à sua disposição gel desinfetante, através de dispensador automático, colocado à entrada das instalações;

Não deve haver qualquer contacto físico entre indivíduos, externos e internos, devendo respeitar-se a distância mínima de 2 metros e o uso obrigatório de máscara de proteção, no exterior e interior, incluindo nas embarcações de recreio;

Na sala de aula os formandos devem sentar-se em mesas individuais, ocupando o mesmo lugar em todas as aulas, e apenas poderão levantar-se para ir à casa de banho ou sair das instalações;

Não podem estar mais de 10 alunos em simultâneo na sala de aula;

É obrigatório o uso de máscara nas instalações e nas embarcações;

Quando possível, deverão manter-se as portas abertas para provocar a renovação do ar, bem como evitar contágio através dos puxadores, sendo igualmente disponibilizado, junto às mesmas, desinfetante manual.

HIGIENE DAS INSTALAÇÕES

Por serem frequentados e expostos a várias pessoas e de forma continuada, os estabelecimentos podem contribuir para a transmissão indireta do vírus. Embora não exista evidência científica que o comprove, o vírus pode permanecer em superfícies durante um período temporal que pode ir de algumas horas a 6 dias, e a limpeza e desinfeção frequentes dos espaços diminui consideravelmente esse período.

Assim, são tomadas medidas adicionais de cuidados na limpeza e desinfeção de superfícies, de modo a prevenir a disseminação da doença.

PLANO DE LIMPEZA E HIGIENIZAÇÃO DAS INSTALAÇÕES E EMBARCAÇÕES DE RECREIO

Sala de Aula

Antes de cada aula os tampos das secretárias, as cadeiras e os puxadores das portas são limpos com o produto Bio Stop Clean, que é uma solução que elimina todos os agentes patogénicos em profundidade, com ação viricida.

O terminal multibanco é limpo com a mesma solução antes de cada utilização.

O ecrã e o teclado do computador, utilizados apenas pelos formadores, são limpos frequentemente, com toalhetes de limpeza e com a solução Bio Stop.

As instalações são limpas e desinfetadas, incluindo o WC, pelo menos três vezes por semana, utilizando detergente, lixívia e a solução Bio Stop Clean.

A limpeza é sempre húmida. É utilizado na mesma um aspirador com tanque de água que recolhe a sujidade na água, o qual é despejado e lavado entre cada uma das áreas a aspirar.

Embarcações

Antes de cada aula as embarcações são limpas com o produto Bio Stop Clean, que é uma solução que elimina todos os agentes patogénicos em profundidade, com ação viricida.

HIGIENE DAS MÃOS

Deve ser assegurada a higienização das mãos (ex. lavar as mãos com água e sabão durante pelo menos 20 segundos) de todos os frequentadores das instalações e embarcações da Longitude;

Antes de cada aula, quer na sala de aula, quer nas embarcações, o formando e o respetivo formador são obrigados a higienizar as mãos num aparelho automático dispensador de álcool gel a 70% da marca Gel Flow.

ETIQUETA RESPIRATÓRIA

Todos os indivíduos devem seguir procedimentos de etiqueta respiratória e evitar tossir ou espirrar para as mãos; em caso de necessidade, tossir ou espirrar para o antebraço ou manga, com o antebraço fletido ou usar lenço de papel numa utilização única; desinfetar as mãos após o contacto com quaisquer secreções;

Todos os formandos e formadores da escola Longitude são obrigados a usar máscara na sala de aula e nas embarcações.

Sempre que seja indicada a utilização de máscaras cirúrgicas, o seu correto uso deve obedecer ao cumprimento dos seguintes passos:

a) Higienização das mãos, com água e sabão ou com uma solução à base de álcool, antes de colocar a máscara;

b) Colocação da máscara cirúrgica com o lado branco (face interna) virado para a cara, e o lado com outra cor (face externa) virado para fora;

c) Ajuste da extremidade rígida da máscara ao nariz, cobrindo a boca, o nariz e o queixo com a máscara, certificando que não existem espaços entre o rosto e a máscara;

d) Não se deve tocar na máscara enquanto esta estiver em utilização; caso tal aconteça, deve ser feita imediatamente higienização das mãos;

e) A máscara deve ser substituída por uma nova assim que se encontre húmida;

f) Não devem ser reutilizadas máscaras de uso único;

g) A remoção da máscara deve ser feita a partir da parte de trás (não tocando na frente da máscara), segurando nos atilhos ou elásticos;

h) A máscara deve ser descartada para um contentor de resíduos;

i) i) Deve ser feita nova higienização das mãos, no final da utilização da máscara.

Nas aulas práticas nas embarcações de recreio:

  1. Deverá manter-se o distanciamento recomendado e é obrigatória a utilização de máscara.
  2. É garantida a correta higienização e desinfeção das embarcações com a solução Bio Stop Clean antes de cada saída;
  3. Cada pessoa que entra na embarcação é obrigada a higienizar as mãos antes de entrar a bordo.

A Direção da Longitude